Processo seletivo

De Wikoleculares
Ir para: navegação, pesquisa

Aviso: o critério de seleção ou metodologia das provas podem ser alterados a qualquer momento, logo esta página pode estar desatualizada no instante em que está sendo lida.

O processo seletivo do CM ou prova de seleção é realizado no meio do ano (normalmente no começo de Julho) e é a prova que seleciona as turmas do curso.

O processo é constituído de duas fases: uma prova escrita e uma dinâmica de grupo (vulgarmente chamada de "entrevista").

Prova escrita

A prova é formulada pela comissão diretora na sala de reuniões uma semana antes do processo seletivo. A prova escrita é composta por 9 ou 10 problemas: 2 de matemática, 2 de física, 2 de biologia, 2 de química e uma questão adicional envolvendo inglês (que é intensivamente requerido durante o curso). Os problemas não exigem grandes conhecimentos, podendo ser resolvidos (ou quase) com conhecimentos do Ensino Médio e conhecimentos gerais sobre ciência, dando assim mais importância à capacidade do aluno de raciocinar sobre as questões fornecidas e propor soluções.

Obs: Há motivos para se defender uma questão de português na prova, pois a falta da dita cuja leva a certos desentendimentos na parte de comunicação escrita entre os moleculentos.

Dinâmica de grupo

Os candidatos são divididos em grupos de uns 20 por ordem alfabética. Os candidatos então se reúnem no dia e são observados por professores ao redor, que propõem problemas para que o grupo discuta.

Critérios e Resultado

Após as duas fases de avaliação, ninguém sabe exatamente o que ocorre. A teoria mais aceita é que os professores e coordenadores reúnem-se na sala de reuniões e escrevem o nome dos candidatos em pequenos papéis que são atirados em direção ao teto do favo 22. Seriam aprovados os donos dos nomes que caírem e permanecerem por mais de 30 segundos em cima do armário. O grande número de homônimos no curso sugere que o critério de seleção tenha algum viés para alguns nomes ou ainda, que não seja capaz de distinguir entre homônimos ("Anote aí, a Ana está aprovada").

O resultado é então divulgado pela secretaria, que liga para a casa d'Os Escolhidos (se bem que isso não foi verdade para a T21: os Escolhidos que tiveram que ligar). Há ainda quem acredite que a própria secretaria escolhe os aprovados.

Obs: Há boatos de que as provas são de fato corrigidas e mais, que um número (talvez uma nota?) é atribuído a cada uma delas.

Matrícula

Após o início das aulas, os candidatos têm algumas semanas até o fim do período de retificação de matrícula para decidirem se querem ou não ficar no curso. Caso optem pela alternativa mais sensata, voltam imediatamente para o curso de origem. A qualquer momento o aluno pode desistir do curso. Sua vaga no curso de origem é mantida (embora só vá poder voltar nos inícios de semestre), inclusive após o término do curso.