Manuel Valentim de Pera Garcia

De Wikoleculares
Ir para: navegação, pesquisa

Mané, como todos o conhecem, é um professor peculiar do CM, um pouco assustador no começo, mas unanimemente um bom professor. Costuma dar Matemática I e II, criticando o Apostol e fazendo perguntas óbvias que os alunos constrangidos (porque não estavam prestando atenção) sempre erram...

O prof. Mané.

Ah, e é claro, suas provas não costumam ter limite de tempo, mas duram em média umas semanas 8 horas... e alguns se aventuram a noite toda! O mais intrigante é que mesmo assim raramente se consegue terminar a prova inteira.

Curiosidades

  • Tem uma certa fixação pelo número 17.
  • Durante algum tempo, acreditou-se que este professor tinha sido orientado do Chain, o criador da famosa regra de Chain (Chain rule). Na realidade, ele apenas fez 17 matérias com o referido professor, sobre análise, topologia, etc, etc, etc.
  • O procedimento exato que ele utiliza para o cálculo da nota é desconhecido, mas especula-se uma função caótica não-determinística que utiliza as notas das provas uma 17-tupla de números reais como parâmetro.
  • Tem uma aversão genuína a anéis (aquelas aberrações!).

Citações

"Vocês podem se deparar com esse tipo de problema em Matemática IV. Ou pior... Na vida." [ao falar sobre condições de contorno]

"Existem coisas mais chatas que essa demonstração. Infelizmente, eu não consigo me lembrar de nenhuma agora."

"Isso é a demonstração de que às vezes o pão cai com a manteiga para cima." (resolvendo uma equação fatorável)

"Português é uma nacionalidade, lusitano é um estado de espírito."

"Cuidado para não parametrizar uma reta como a intersecção de dois cilindros tangentes."

"Isso é porque você parametrizou uma reta como a intersecção de dois cilindros tangentes."

"Será que você não parametrizou uma reta como a intersecção de dois cilindros tangentes?"

"Antes de determinar o sentido de uma vida vivida em vão, precisa provar que a vida é um vetor, pra mostrar que ela tem sentido."

"O dia que você tiver que se dedicar 24 horas por dia 7 dias por semana a alguma coisa, pode parar que não vale a pena. A gente sempre precisa de algum tempo pra não fazer nada."

O universo acaba num grande gnab gib.

"(...) e ao final terei um número suficiente de notas para justificar qualquer nota final que eu decidir dar. Só aplicar na função peso adequada." [explicando por que ele dá tantas provas]

Para T18 durante certa prova: "Se o cara entregou a prova e ainda está respirando, já perdeu dois pontos"

Para T22 durante a P5: "Se o cara entregar a prova e ainda estiver respirando, terá zero nesta prova"

"Geralmente a regra é: Você tem o direito de ficar em silêncio pois tudo que falar pode ser usado contra você. Aqui no CM é: Você não tem o direito de ficar em silêncio e tudo que você falar será usado contra você. O que você não falar também."

"Roubar pirulito de criança é trivial."

"Tão pequeno quanto Siqueira."

"O sentido de uma vida vivida em vão."

"Não faça perguntas que não quer saber a resposta."

"Só existem dois tipos de coisas no universo: as que eu não sei e as triviais"

"Profundidade de uma poça d'água."

"Tratado geral do óbvio." (TGO)

"Ah, os perigos desta vida."

"Tem um 17 porque é o 17 que dá gosto à história."

"E daí tudo se passa como se nada se passasse."

" Mon Dieu!"

"Und so weiter"

" TILT!"

"Har,Har,Har" (A Sarcástica Gargalhada)


Esclarecimentos

Todas as frases ofensivas proferidas por docentes não estão de acordo com a ideologia do curso ou de maioria dos seus alunos

O rigor avaliativo expresso é apenas parcialmente real. Ele valoriza a construção de um conhecimento conjunto e colaborativo, com o acesso aos livros e colegas.

Contato

Departamento de Matemática Aplicada - Sala 111-B
Instituto de Matemática e Estatística
Tel: (11) 3091-6136
E-mail: mane@ime.usp.br